Principais cuidados na hora de comprar um imóvel: 6 dicas importantes

Comprar um imóvel, novo ou usado, é uma realização na vida de muitas pessoas. Independente se a compra é para investimento ou moradia própria, ninguém quer ter dores de cabeça e surpresas desagradáveis nessa hora.

Existem diversas razões para comprar um novo imóvel. Elas podem ser:

  • Oportunidade de emprego em outra cidade ou bairro;
  • Desejo de morar bem, com mais conforto e qualidade de vida;
  • A família aumentou e precisa de um imóvel maior;
  • Recém-casados;
  • Deixar a casa dos pais;
  • Para investimento em oportunidades de negócios;
  • Entre outros.

Contudo, independentemente da razão que motive a decisão de adquirir um novo imóvel, é preciso tomar alguns CUIDADOS importantes.

Vamos conferir quais são os principais?

 

1.      Escolha a imobiliária certa

Em primeiro lugar é a escolha de uma boa imobiliária. Certifique-se de que o negócio será feito com uma imobiliária idônea, sólida, experiente e com boa reputação no mercado.

Antes de tudo, o comprador deve entrar no site do Creci do seu estado ou de onde a imobiliária está localizada e fazer a consulta para ver se ela está ou não regular, ativa ou se não foi suspensa ou cancelada.

O mesmo vale para o corretor de imóveis, ele também deve ter seu registro válido e ativo no Creci.

Outras fontes também podem ser utilizadas para avaliação como, por exemplo: redes sociais, sites de reclamações e fóruns. Elas ajudam na pesquisa de reputação e no tratamento dado aos clientes.

 

2.      Conferir a documentação do imóvel e do vendedor

Nossa segunda dica na hora de comprar um imóvel é a análise da documentação. As diligências imobiliárias, em relação a análise dos documentos do Vendedor e Imóvel, visam estabelecer uma segurança jurídica ao negócio evitando assim uma fraude contra credor por exemplo.

Por esse motivo que falamos primeiro da importância de se escolher a imobiliária certa.

Contudo, mesmo diante da existência da Lei 13.097/2015 ainda se faz necessário as diligências com o levantamento de certidões dos Vendedores e Imóvel.

 

3.      Elaboração de Contrato de compra e venda por especialista com expertise em Direito Imobiliário

A elaboração do contrato é momento definitivo para comprar um imóvel. Aqui o comprador e o vendedor celebram um acordo para de compra e venda.

O contrato visa garantir o cumprimento dos compromissos estabelecidos.

Por esse motivo, é recomendável que um advogado especialista em direito imobiliário elabore esse documento.

O contrato registra informações importantes sobre a transação. Por exemplo, são definidos:

  • Regras,
  • Prazos,
  • Valores,
  • Formas de pagamento,
  • Multas,
  • Cláusulas Penais.

Portanto, ele é muito importante. Entretanto, não dá o direito total da propriedade ao comprador. Para isso, existe o registro do imóvel e a escritura de imóvel.

 

4.      Conhecer o bairro

O bairro impacta não apenas no valor de compra de um imóvel. Existem outros pontos importantes na hora de escolher o melhor bairro para morar ou investir.

Dependendo do objetivo e do perfil do comprador, a escolha do bairro pode ser influenciada por questões como:

  • Querer montar um patrimônio para a família;
  • Desejo de mais conforto;
  • Morar em um imóvel maior e melhor localizado;
  • Melhor qualidade de vida para a família;
  • Comprar para investimento no mercado imobiliário.

Pesquise os arredores do imóvel pretendido. Verifique:

  • Infraestrutura: escolas, hospitais, faculdades, lazer, serviços;
  • Questões com a segurança;
  • Características da vizinhança (comércio, bares, clubes, locais de eventos, etc.);
  • Urbanização;
  • Transporte;
  • Entre outros.

Se você quer morar bem em São Paulo, veja nosso artigo sobre os melhores bairros para morar na capital paulista.

 

5.      Conheça o imóvel em suas particularidades

Uma vez a documentação estando em ordem e os bairros escolhidos, é hora de conhecer os imóveis pretendidos.

Se for um imóvel usado, faça uma boa vistoria. Solicite a planta e verifique se ela condiz com a estrutura encontrada.

Verifique:

  • Vaso sanitário e torneiras;
  • Pintura nas paredes e no teto;
  • Pisos e azulejos;
  • Sinais de vazamento e umidade (telhado, laje, paredes e pisos);
  • Rede elétrica (teste as tomadas e luzes);
  • Aparência (se houve alguma reforma recente);
  • Cotas condominiais, regimento e convenção (se for um condomínio).

Imóveis novos na planta é recomendável verificar o memorial descritivo e posição da face em relação ao sol.

Unidades em que os raios solares o atingem pela manhã, são chamados de face norte. Se atingirem à tarde, a face do imóvel é noroeste. Não que isso seja ruim, mas saiba que há uma tendência maior do local ficar abafado à noite.

 

6.      Planejamento financeiro

Se você decidiu comprar um imóvel e já tem uma imobiliária certa, a documentação está em ordem, já sabe o bairro para morar bem e conhece as particularidades do imóvel, é a hora de pensar no bolso.

Cuidado com a empolgação ou pressa de comprar um imóvel novo.

Além do valor do imóvel existem outras despesas com documentação, impostos, taxas de escritura, financiamento, etc. Considere também possíveis reformas, compra de mobiliários, decoração e serviços de mudança.

Tudo isso deve fazer parte do seu planejamento financeiro na hora de comprar um imóvel. Não basta olhar só para o valor dele.

 

Conclusão

Nesse artigo você conferiu dicas importantes para comprar um imóvel para morar ou investir. Documentação e redação de um bom contrato são etapas imprescindíveis.

Por essa razão que a escolha de uma boa empresa de administração e assessoria imobiliária deve ser a primeira a ser feita. Ela irá ajudar e te auxiliar nas principais etapas da sua compra.