Consumidor 3.0 e Home office no mercado imobiliário: quem são os novos compradores?

Em meio as mudanças provocadas pela pandemia, como o aumento do home office, um novo perfil de comprador ganha mais espaço no mercado imobiliário. Hiperconectado, cheio de informação e ciente que pode escolher a melhor opção, o melhor serviço e o melhor atendimento. Será que você se encaixa neste novo perfil de consumidor 3.0?

Em cidades como São Paulo, já existe um movimento por parte das incorporadoras e empresas de gestão patrimonial para se adequar a este novo público.

O desafio está em entender as necessidades deste perfil de comprador. Conseguir elaborar projetos e criar canais de atendimento que atendam os desejos de um consumidor mais exigente, mais conectado à internet e com novos conceitos de formação de patrimônio.

Soma-se a isso a pandemia que impulsionou uma nova estrutura de trabalho, antes considerada inviável em muitos setores. O home office ganha força e se mostra como influenciador nas decisões de compra de imóvel.

Como os novos hábitos influenciam a intenção deste novo comprador?

O expressivo aumento no uso da tecnologia tem mudado muito os hábitos de consumo. Só durante a pandemia, redes sociais como Instagram, Facebook e WhatsApp tiveram um crescimento de uso em mais de 40%.

Outo dado importante é o crescimento das compras online. Durante o pico do isolamento social, entre abril e junho, o número de pedidos aumentou 70% em comparação ao mesmo período de 2019.

Nota-se uma mudança significativa na maneira como as pessoas se relacionam, recebem e buscam informações e tomam as suas decisões.

Além disso, há o fenômeno do home office que já tem influenciado nas decisões de compra. A casa ou apartamento passaram a dividir o espaço da família. Agora o ambiente também abriga o trabalho.

Os espaços tiveram de ser adaptados para incorporarem o escritório em casa. Salas, quartos, varandas e até cozinhas estão se transformando. Para alguns não há mais espaço.

Quem é o novo consumidor 3.0 no mercado imobiliário?

De maneira geral são compradores que utilizam o ambiente digital como primeira fonte de pesquisa para serviços e ofertas no mercado.

As decisões de compras são mais embasadas em pesquisas de preço, avaliações de outros clientes, reputação do vendedor, qualidade no atendimento e assessoria/suporte.

São considerados mais exigentes na decisão de compra e estão sempre em busca das melhores oportunidades que atendam às necessidades e desejos.

Algumas das características do consumidor 3.0 no mercado imobiliário podem ser agrupadas em quatro perfis de comprador:

  • Clientes que querem montar um patrimônio para a família;
  • Aqueles que desejam mais conforto como, por exemplo, morar em um imóvel maior e melhor localizado;
  • Os que buscam melhor qualidade de vida para a família, geralmente em imóveis mais novos;
  • Clientes que desejam comprar para investimento no mercado imobiliário.

Vendas online ou presenciais no mercado imobiliário?

Os perfis apresentados acima não são exclusivamente características de quem usa mais o ambiente digital ou não. Uma pessoa que não seja um consumidor 3.0 pode ter os mesmos desejos.

O que vai mudar e caracterizar o consumidor 3.0 é a jornada da compra que ele vai percorrer. Antes do advento da internet a pesquisa de imóveis para compra ou locação, começava indo a uma imobiliária ou procurando anúncios em classificados de jornal ou revistas.

Esse formato de busca mudou, a tecnologia como em todas as demais áreas, veio para trazer agilidade, autonomia e facilidade. Para esse novo perfil de comprador no mercado de imóveis, a jornada começa na internet, principalmente em sites e portais de compra e venda de imóveis.

Dessa forma, em poucas horas de pesquisa, pode analisar dezenas de oportunidades, falar com os vendedores, negociar valores e conhecer os arredores de onde se deseja morar bem. O que seria impossível de se fazer presencialmente no espaço de horas.

Em questões de dias já é possível ter considerado e decidido qual o melhor imóvel para se comprar. Restando apenas uma visita presencial aos imóveis que escolheu.

Como o mercado imobiliário se prepara para este novo perfil?

Muito em função da pandemia, o movimento de compra e venda de imóveis teve um impulso no ambiente digital.

Incorporadoras e empresas de gestão patrimonial estão adotando mais estratégias que usam o marketing digital. Incluindo um uso maior de redes sociais, sites e portais próprios para compra e venda, e até a realização online de lançamentos de empreendimentos.

Consegue imaginar uma live com seu artista preferido e, durante o show, serem apresentadas as unidades do empreendimento?

Se você é um consumidor 3.0 do mais alto grau, já deve estar esperando pelo QR code na tela da sua televisão para comprar seu imóvel enquanto assiste o show do sofá da sua casa. Não é mesmo?

Mas enquanto isso não acontece, você pode aproveitar as oportunidades que a Verti Imóveis têm para quem quer comprar um imóvel em São Paulo.

Basta acessar nossa página principal e encontrar o imóvel ideal para comprar ou alugar. Você pode fazer uma pesquisa avançada e escolher o bairro ou endereço, o tipo de imóvel e valores que deseja. Além disso, poderá ver com detalhes as características do imóvel escolhido e uma completa galeria de fotos. Confira agora!